Hello! A publicação de hoje é, especialmente, dirigida a quem, tal como eu, vive numa correria para cá e para lá, de uma tarefa para outra, sem ter tempo de pensar, refletir e respirar. Além disso, visto que estamos em época de exames, acho que nenhum outro assunto seria mais apropriado.
Pela nossa saúde mental, é muito importante que haja um tempinho quase todos os dias para fazermos algo que nos faça esquecer o trabalho que fizemos e o que não fizemos e o que as pessoas nos disseram e não disseram. É essencial descobrirmos as atividades que nos fazem relaxar e divagar pelos nossos pensamentos mais bonitos. Sendo assim, vou falar-vos de algumas das minhas preferidas!


Uma das coisas que me faz sempre acalmar e me distrai é pintar. Este livro, da editora nascente, chama-se "Conquiste o bem-estar com a arte-terapia" e faz parte de uma série de livros chamada "A arte do mindfulness". Tem desenhos lindos para colorir, como forma de abstração da vida real.










Vamos ser honestas, quem não adora cadernos bonitos, cheios de páginas em branco para encher de criatividade? Eu adoro. Estes são alguns dos meus preferidos. Um deles uso para escrever desabafos, desenhar, anotar coisas interessantes, etc. Outro é dedicado ao mundo de fitness e bem-estar em geral. Mas podem fazer o que quiserem, um caderno de recortes, um caderno para organização, o que mais gostarem de fazer!





Fora estas duas ideias, podem também ler um bom livro, por exemplo, um capítulo por noite/manhã, ver um filme que gostem ou um episódio de uma série, fazer yoga ou dar uma caminhada, entre outros. Mas depende principalmente da vossa personalidade e tempo disponível. Boa sorte! :D


Hello! Espero que tenham tido uma Páscoa feliz! Como devem ter reparado, estive desaparecida durante as férias. Isto, porque decidi fazer uma pequena pausa das redes sociais e internet em geral.

De qualquer forma, voltei. E a publicação de hoje é para vos lembrar que hoje o dia é dedicado ao nosso planeta! Portanto façam um esforço para reciclar tudo o que poderem hoje, andem a pé, comam a fruta e os vegetais que a terra nos oferece e aproveitem o ar puro da natureza! É muito importante cuidarmos no planeta onde vivemos, porque se não o fizermos, um dia será ele a deixar de cuidar de nós.

We Heart It
 


Hoje trago-vos uma coisa diferente: o comentário de um filme.
Obviamente que já sabem qual o que vou comentar, mas caso não tenham reparado, estou a referir-me ao recentemente premiado filme La La Land.



Este filme tem como protagonistas o Ryan Gosling e a Emma Stone que, na minha opinião, fazem uma dupla incrível! A história enrola-se à volta de Mia, uma atriz que se está a iniciar no mundo da representação, e Sebastian, um pianista que tenta mostrar ao mundo a importância do jazz. É no meio da luta de cada um para alcançar o seu sonho que os seus caminhos se cruzam, originando uma mágica história de amor. 
A verdade, é que este romance já gerou muitas críticas, sendo apelidado de ´"artificial" e "medíocre". No entanto, não é essa a minha opinião, pois os filmes, tal como qualquer obra de arte, não devem ser interpretados à letra. Apesar de a relação entre as duas personagens ser bastante irreal e poder até comparar-se com um típico "romance disney", esta pretende, no meu ponto de vista, simbolizar um amor ou uma força que mantém as personagens felizes e fortes, mesmo nos tempos mais difíceis, quando os seus sonhos parecem impossíveis de alcançar. Assim, não consigo criticar este aspeto do filme, pois deu um toque de magia à história.
Por outro lado, a luta constante com os obstáculos entre as personagens e os seus objetivos está, na minha opinião, bastante realista. Isto, porque são de notar as desilusões e frustrações sofridas pelas personagens que, mesmo assim, continuam a dar o seu melhor.
Para mim, outro ponto muito positivo nesta obra foi a banda sonora. Adorei cada música do filme e ainda hoje continuo a ouvi-las.
Claro que não vos vou contar o final, mas tenho de vos dizer que foi um final espetacular e, principalmente, realista.

Já viram o filme? Deixem a vossa opinião nos comentários!


Dia 10: as músicas que ouves quando estás: feliz, triste, entediado

Acho que este é o desafio mais fácil e mais difícil ao mesmo tempo! Isto, porque apesar de ouvir montes de música de todo o tipo, é bastante complicado escolher tão poucas! Mesmo assim, foi tentar escolher só duas para cada. 
Quando estou feliz, apesar de ter trinta mil bandas que gosto de ouvir (Diabo na Cruz, Deolinda, a banda sonora do Rock of Ages, etc.), adoro QueenLittle Mix.
Quando estou triste, vou mais para The NBHDMy Chemical Romance.
Quando estou entediada também depende um pouco de como me está a correr o dia, mas secalhar Melanie MartinezOrnatos Violeta.

Espero que gostem!


Olá a todas!! :)
A publicação de hoje é muito especial! Como sabem, não costumo escrever nada sobre beleza e, na verdade, esta publicação não é totalmente sobre isso, pois é importante cuidarmos do nosso corpo na alimentação, com exercício físico, mas também da pele. Uma das principais partes de nós que, por vezes, nos deita abaixo, é o rosto. Assim, vou partilhar com vocês os produtos que uso para tratar do meu.

Foi difícil encontrar os produtos certos para a minha pele e demorei anos até chegar lá, mas acabei por descobrir há uns meses a linha Pure Active da Garnier e tem resultado muito bem. Vou mostrar-vos então a forma como uso os produtos.

Este esfoliante, que funciona como uma máscara (aplicam, deixam secar durante uns 3 minutos e retiram com água), é excelente para limpar a pele profundamente e livrá-la de impurezas, bem como dar-lhe um aspeto mais brilhante e uniforme. Utilizo-o uma vez por semana, normalmente no fim de semana e antes de me deitar.



Nos dias de semana, também à noite, começo por utilizar a água micelar, para limpar a pele da sujidade do dia-a-dia. Gosto bastante dos resultados da aplicação desta água, porque consigo sentir a pele mais fresca e limpa.



De seguida, aplico o hidratante. No entanto, aplico-o noite sim noite não, mas todos os dias de manhã obrigatoriamente. O creme hidratante foi a última aquisição que fiz desta linha, pois apesar de adorar os resultados com o esfoliante e a água micelar, senti que faltava hidratação.




Tal como disse inicialmente, esta publicação tem um significado especial, porque é uma colaboração com o blogue de uma amiga minha, http://julesantunes.blogspot.pt/
Se quiserem ver a rotina de pele dela, basta visitarem o link em cima. Neste blogue brutal podem encontrar um pouco de tudo, mas principalmente imensas dicas e ideias de moda, beleza e fotografia. Vão visitá-lo e sigam-no! Vão ver que não se vão arrepender!


Apesar de todas as mulheres terem, durante o ano inteiro, o direito de serem tratadas com equidade em relação aos homens, com salários iguais, oportunidades iguais e não serem sujeitadas a preconceitos ridículos, como se não tivessem as mesmas capacidades que os homens, este dia é como que um lembrete à sociedade de que tem de evoluir, visto que, sem ajuda, continua na mesma.

We heart it






Feliz dia da mulher!!


Depois de duzentos mil dias sem tempo nem paciência para o blogue, decidi voltar. Na verdade, tencionava voltar logo no início de outubro, com uma publicação sobre o Outono, e estava mesmo entusiasmada com a ideia! Mas, como sempre, o stress de estudante apoderou-se de mim e impediu-me de o fazer. Agora, decidi voltar da forma mais honesta que consigo e, por isso, vou falar-vos da minha experiência do secundário.
Estou no décimo segundo ano. Em termos de estudos, o ano mais fácil até agora. Em termos pessoais, dos mais difíceis. Acontece que o secundário faz-nos crescer e, infelizmente, a mim fez-me crescer da pior forma. Porquê? Porque prefiro uma noite de conversa agradável a uma noite de bebedeira. Prefiro uma noite a ver um filme com alguém que goste e que goste de mim do que ir para uma discoteca cheia de gente com segundas intenções. Porque prefiro ter memórias boas guardadas dos planos que faço do que acordar em branco no dia seguinte com uma dor de cabeça gigante, só para não ser diferente e só porque queria fazer parte de um grupo e só para me fazer de forte em frente a gente que, mais cedo ou mais tarde, me vai deixar pendurada nos momentos em que não lhes apeteça ser fixe. Prefiro ser chamada betinha como já fui variadas vezes, mas ter algo seguro e feliz na vida do que ser usada e gozada.
Por outro lado, existe gente cega, que acha que o mundo é perfeito, que todos são o que parecem e que nunca vão perder ninguém. E, o pior, é que estes são os piores cegos. Porque não querem ver quando lhes é mostrada a verdade, acabando por viver na ignorância, mas tudo de forma a pôr sempre o orgulho em primeiro lugar.
Quais os piores? Não sei. Sou melhor que eles? Provavelmente não. Mas sou eu. Sou eu com o que tenho, sou eu com o que gosto, sou eu sem más influências, sou eu sem fingidas boas influências, sou eu sem paciência para quem se acha melhor que eu, sou eu com pena dos que levam uma vida falsa e me atacam nas costas e, infelizmente, sou eu que tenho sentimentos e me deixo afetar por tudo isto.
O secundário é uma merda e o ensino em Portugal é vergonhoso, porque em vez de motivar os alunos e fazer com que se sintam em casa quando estão na escola, manda-lhes umas toneladas de pressão e objetivos pré-definidos para que a vida não seja mais que decorar palavras chiques para chapar no teste nem mais do que um país em que cada um tem de abafar a sua personalidade em prol de um futuro onde todos têm as mesmas metas, tendo capacidades e interesses diferentes ou não. As pessoas são uma merda por se deixarem influenciar por quem lhes agrada mais em vez de aceitarem palavras honestas de quem realmente se importa. O mundo é completamente cego por não ver a realidade de todos os dias ou, ainda pior, por não querer ver, por mais perto da verdade que esteja.
E toda esta confusão gera falta de tempo e a falta de tempo começa a levar ao desinteresse total pela vida em geral. Mas aqui estou eu, pronta para uma nova etapa e pronta para não deixar que o mundo corrobore a minha felicidade.